7 de julho de 2011

É a mesma coisa que dizer ao pai que lhe espatifámos o carro

... vir aqui e admitir que os últimos 2 meses foram maus, muito maus, e que aumentei quase 8 kg é o mesmo que sair à noite com 18 anos, carta de condução acabadinha de tirar, e ter que dizer ao pai que lhe espatifámos o carro, quando ele nem sabia que o tínhamos levado. Custa, mas tem que ser!

7 comentários:

Joh disse...

tem calma! agora respira fundo e mostra-nos como és capaz de dar a volta a isso! **

Ana M disse...

Não te preocupes com o que custa admitir, já aconteceu o mesmo a muitas de nós, o aumentar uns quilos, e acredita que nem todas temos essa força para admitir perante os outros! Por isso parabéns pela coragem :) E agora, sabes melhor que ninguém como voltar atrás no estrago! Com disciplina na alimentação e exercício. Tenho a certeza que vais conseguir :)
Beijinho

Alex disse...

Ser capaz de admitir já é um grande sinal de que queres retomar a luta! Aqui ninguem te condena... certamente que não tiveste motivos suficientes para te manter com a mesma garra de sempre... mas estamos aqui para te agarrar a mão e nos sentarmos a contar ao pai do que aconteceu ao carro e esperar as consequências :)

No caso em concreto... o leite já está derramado... então bora encontrar uma forma de um juntar de forma eficaz...

Qualquer coisa... que eu possa ajudar! não hesites. Bjs

Sweet68 disse...

Ora, então estás já a dar o primeiro passo. Agora que já o admitiste a ti própria (que a nós não interessa nada) só falta recomeçares. Fica por aqui que a gente ajuda-te. Beijo

Tia Ju disse...

Oh rapariga ja me aconteceu tantas mas tantas vezes...agora muda la a barrinha da pesagem e recomeça...n stresses ;-))) beijoko

ximiusa disse...

óptima comparação!
Sabes que penso que também temos que ralhar connosco não é so apoio.
afinal precisamos de educação lolol
e educar tb sao uns bons ralhetes.
a questão poe-se e agora?
CASTIGO!
ps: fala quem merece um enorme!

Lua no Deserto disse...

O que nos torna grandes é a capacidade de nos levantarmos depois da pior queda. E começar tudo de novo. Agora é recomeçar e reencontrar aquela força que foi tão inspiradora para mim. Beijinho